domingo, 26 de agosto de 2012

Brutal intervenção da polícia marroquina provoca vários feridos durante a visita da Fundação Robert F. Kennedy e outras organizações internacionais



Hoje sábado, 25 de agosto, pelas 5 da tarde, na Rua de Smara, a polícia marroquina interveio de forma brutal e selvagem contra uma manifestação pacífica organizada pela população saharaui na cidade de El Aaiun, no momento em que decorre a visita de várias organizações internacionais de defesa dos Direitos Humanos (Center Robert F. Kennedy, Front Line Defenders, Organização Mundial Contra a Tortura, Fundação José Saramago, entre outras).
A brutal intervenção provocou vários feridos entre eles Sukeina Yedehlu, presidente da FAFESA (Forum Futuro da Mulher Saharaui), Mbarka Aalina, secretária-geral da FAFESA, Taslam Daoudi e Ali Saadouni
Segundo parece, a delegação internacional foi avisada e pôde deslocar-se ao local da manifestação e ver minutos depois os feridos da brutal intervenção e o assédio militar sobre o bairro de Maatala onde teve lugar a pacífica manifestação. Os serviços policiais e de segurança marroquinos  ao verem a presença da delegação detiveram os seu ataque aos manifestantes e esperaram até que a comitiva internacional abandonasse o bairro para voltarem a arremeter contra os manifestantes, que continuaram entoando palavras-de-ordem contra a ocupação e o aparato repressivo marroquino.
A situação de repressão e perseguição contra a população prossegue esta madrugada nas ruas da cidade de El Aaiun com o objetivo de dispersar e evitar qualquer movimento nas ruas, segundo informam fontes dos ativistas saharauis de direitos humanos em El Aaiun.

Sem comentários:

Publicar um comentário