sábado, 25 de agosto de 2012

Delegação do Centro Robert F. Kennedy (RFK) para a Justiça e os Direitos Humanos chega a El Aaiún e presos políticos saharauis iniciam greve de fome

Aminatu Haidar já se encontrou com membros da delegação
do Centro RFK para a Justiça e os Direitos Humanos

Os presos políticos saharauis que se encontram na Prisão negra de El Aaiún, Sahara Ocidental, decidiram iniciar uma greve de fome de 48 horas a partir de hoje, sexta-feira, para protestar contra os maus-tratos e humilhação a que estão sujeitos por parte da administração penitenciária marroquina.

O início da greve de fome coincide com a chegada a El Aaiún de uma delegação do Centro Robert F. Kennedy (RFK) para a Justiça e os Direitos Humanos.

Segundo Mamay Hanu, membro da Associação Saharaui de Vítimas de Violações dos Direitos Humanos (ASVDH), a delegação norte-americana chegou esta tarde ao aeroporto de El Aaiún, estando previsto que se dirija depois à casa de Aminatu Haidar, ativista saharaui e presidente do Coletivo dos Defensores Saharauis dos Direitos Humanos (CODESA).

O aeroporto da capital saharaui ocupada está rodeado por um forte dispositivo de segurança, assim como a casa de Aminatu Haidar e a avenida Smara, a principal da cidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário