quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Polisario denuncia o tráfico de droga levado a cabo por Marrocos nos territórios ocupados saharauis

Plantação de cannabis em Marrocos.
Muitas delas crescem em propriedades da família real marroquina...


A Frente Polisario denuncia o tráfico de droga realizado por Marrocos nos territórios ocupados saharauis — a denúncia foi feita em comunicado do comité do secretariado nacional da Frente Polisario, presidido pelo presidente saharaui e SG da organização, Mohamed Abdelaziz.

A Polisario estima que Marrocos, ao tentar exportar estupefacientes através dos territórios saharauis e estabelecer um tráfico de droga a partir daí, procura "sujar" a reputação da região.

O comité do secretariado da Polisario tomou uma série de medidas para reforçar a segurança e fazer face ao flagelo da droga, especialmente com a deterioração da situação no Mali e o ressurgimento da violência terrorista e do crime organizado.

Nesse sentido, chamou os cidadãos saharauis a estarem vigilantes para frustrar os planos e conspirações marroquinos e a cooperar com as agências de segurança para fazer face às ameaças que impendem sobre a região.

A ONU havia classificado no seu relatório publicado em Junho passado, Marrocos como um dos maiores produtores de cannabis, seguido pelo Afeganistão, Líbano, Nepal e Índia.

A área de cannabis em Marrocos é estimada em 47.000 hectares (segundo dados das autoridades marroquinas). A Cannabis marroquina é exportada principalmente para o Norte de África, a Europa Ocidental e Europa Central.
(SPS)
  

Sem comentários:

Publicar um comentário