sábado, 15 de setembro de 2012

Autoridades de marroquinas de ocupação transferem vários presos saharauis da Prisão Negra de El Aaiún para Marrocos, ante a eminente visita do Relator das Nações Unidas contra a Tortura

Durante a "Intifada" de 2005 era este o aspeto
na Prisão Negra de El Aaiun

Temendo o que poderia observar o relator Especial contra a Tortura das Nações Unidas, o jurista argentino Juan Menéndez, as autoridades marroquinas da cidade ocupada de El Aaiun, capital do Sahara Ocidental, procederam durante as últimas 24 horas à transferência de dezenas de presos saharauis da Prisão Negra de El Aaiun para diferentes cárceres no interior do território marroquino, para evitar que, durante a visita, o relator visse a sobrelotação da prisão, e para criar uma falsa imagem ao Relator com as obras que estão a efetuar no presídio, para atenuar aquilo que são as horrendas instalações.
Segundo a Red Maizirat, a administração marroquina está muito nervosa com a visita do Sr. Juan Menéndez, temendo que isso possa lançar luz sobre as violações de direitos humanos junto de organizações e observadores internacionais.

Fonte: Rede Rádio Maizirat

Sem comentários:

Publicar um comentário