sexta-feira, 28 de setembro de 2012

El Aaiún: aparelho policial marroquino faz vaga de detenções entre jovens saharauis em vários bairros da cidade



Após as últimas manifestações e a visita do Relator Especial da ONU contra a Tortura e os Maus-Tratos, o aparelho de segurança policial marroquino na cidade de El Aaiun está levar a cabo uma vasta campanha de perseguição e detenção a cidadãos saharauis que participaram em várias manifestações nestes últimos dias. No bairro de Maatala, foi detido o jovem saharaui Saad Buh Uld Mulay Ahmed quando se encontrava frente a um estabelecimento comercial; e Elmutauakil Deich Uld Mohamed Embarec Uld Masaud foi preso na manhã de ontem, quinta-feira, na casa onde habita com a família no mesmo bairro. 

A vaga de detenções prosseguiu com a polícia a realizar uma vasta operação de busca e captura contra outros jovens, que as autoridades julgam que participaram nas pacíficas manifestações. Com esta demostração de força, o aparelho policial e repressivo de ocupação pretende intimidar a população saharaui que teve uma maciça participação nos protestos pacíficos contra a ocupação do território e pela reivindicação dos seus direitos sociais e políticos. Como demonstração da pressão exercida sobre os ocupantes do bairro rebelde de Maatala, as autoridades há já várias noites que cortam o fornecimento de eletricidade àquela zona da cidade.

Neste contexto de intimidação, a população do mítico bairro de Zemla — conhecido na época colonial espanhola como a Casa de Pedra — saiu quarta-feira à noite em protesto pacífico reclamando a recuperação da soberania nacional e o fim da ocupação marroquina do território. Foram gritadas palavras-de-ordem de apoio à Frente Polisario e exigida a independência e o termo da ocupação. O protesto foi reprimido pelo excessivo uso de força do aparato repressivo policial marroquino, de que resultaram feridos, entre os quais as jovens Um Saad Burial e Aicha Fajria, ambas com ferimentos consideráveis.

Fonte: Rede de Informação Radio Maizirat

Sem comentários:

Publicar um comentário