terça-feira, 11 de setembro de 2012

jovem saharaui assassinado na cidade de El Aaiun por colonos marroquinos



A ONU está presente no Sahara Ocidental ocupado desde 1991
mas é surda e cega à violação dos direitos humanos
cometidos contra a população saharaui

 Um jovem saharaui, Ghayghay Mohamed,  de 19 anos, foi assassinado na madrugada de domingo 9 de setembro por um colono marroquino natural da localidade de Sraghna. O assassinato ocorreu por volta das 00h30 de domingo muito perto da mesquita de Derha. O assassino deu-lhe uma navalhada no coração causando a norte imediata do jovem.
O pai da vítima declarou esta manhã à Red de Maizirat que o pachá, ou alcaide da cidade, procurou persuadi-lo a desfazer-se do corpo enterrando-o na manhã de segunda-feira, mas o pai do jovem recusou categoricamente e exigiu que seja esclarecida a morte do seu filho e que se faça justiça para castigar os assassinos marroquinos que o mataram.
Os cidadãos saharauis do bairro onde reside a família do falecido concentraram-se consternados para exigir da administração de ocupação marroquina que ponha termos ao aumento de delinquentes marroquinos que pululam pela cidade com a sua conivência. O jovem era conhecido entre os vizinhos como muito educado e excelente pessoa no trato com toda a gente.

Fonte. Red Maizirat, a partir de Aaiun

Sem comentários:

Publicar um comentário