sábado, 8 de setembro de 2012

Sindicalistas saharauis mobilizam-se para reivindicar os seus direitos sociais



Os sindicalistas saharauis da ex-empresa Fosbucraa (fosfatos), desamparados nos seus direitos após o abandono espanhol do território em 1976, e marginalizados pela administração da ocupação marroquina mobilizam-se para reivindicar os seus direitos sociais em colaboração com a coordenadora de Gdeim Izik.

A coordenadora do acampamento da dignidade de Gdeim Izik, à margem da sua campanha de sensibilização à população sobre os inalienáveis direitos sociais e políticos da população que vive sob administração marroquina, realizou na passada quinta-feira um encontro com a Confederação Sindical dos Trabalhadores Saharauis da empresa Fosbucraa para se informar sobre a sua situação e acompanhar os seus programas de ação futura.

A polícia marroquina isolou a casa
onde o encontro teve lugar

No encontro esteve presente o presidente do sindicato, Sidahmed Eddía e outros membros da confederação. Os participantes nas diversas intervenções proferidas denunciaram e condenaram a política marroquina de marginalização dos trabalhadores saharauis e solidarizaram-se com eles assim como a sua orientação de luta pelos seus direitos sociais e políticos. A polícia marroquina teceu um cerco e isolou a cada do sindicalista onde o encontro teve lugar como forma de pressão e intimidação as ativistas saharauis.

Fonte: CSTS, Confederação Sindical de Trabalhadores Saharauis

Sem comentários:

Publicar um comentário