quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Ban Ki-moon visitará em breve o Sahara Ocidental, anuncia ministro saharaui




O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, visitará nos próximos dias o Sahara Ocidental no âmbito de um périplo regional, confirmou ontem o ministro saharaui dos Negócios Estrangeiros, Mohamad Salem Ould Salek.

Durante uma conferência de imprensa na embaixada da República Árabe Saharaui Democrática (RASD) em Argel, Salek evitou revelar a data exata e o lugar da visita e limitou-se a indicar que ela está relacionada com os renovados esforços empreendidos para tratar de resolver o encalhado conflito.

“Apelamos à ONU que assuma as suas responsabilidades”, em particular no que se refere à organização do referendo de autodeterminação do povo saharaui e a salvaguarda dos seus direitos humanos, salientou.

A Frente Polisario está disposta a cooperar com a ONU e com o seu secretário-geral e com o seu enviado pessoal, Christopher Ross, para “pôr fim à ocupação ilegal de Marrocos”, acrescentou.

A este respeito, Ould Salek voltou a denunciar “as tergiversações de Marrocos e os obstáculos que não cessa de colocar aos esforços para resolver o conflito do Sahara”.

“O regime marroquino continua a explorar de maneira ilegal os recursos naturais” do Sahara Ocidental através de acordos com países da Europa, salientou o ministro, que recordou que a União Africana (UA) declarou a semana passada proibida e ilegal esta actividade.

“O respeito pela legalidade internacional tem que ser igual por parte da República Saharaui e de Marrocos, que não respeita as fronteiras, viola os acordos e subverte todos os princípios jurídicos, políticos e humanos que compartilham  todos os países do mundo”, referiu.

Ould Salek qualificou de histórico o parecer dado a semana passada pela UA em que se declara ilegal a exploração e aproveitamento por parte de Marrocos dos recursos naturais no Sahara e em que se constata que isso atenta contra o direito à autodeterminação do povo saharaui.

“Esta declaração deu um forte impulso à causa saharaui a nível continental e mundial, especialmente do ponto de vista da legalidade”, enfatizou.

Para preparar a visita do SG da ONU, Christopher Ross viajou no dia 5 de setembro ao campo de refugiados de Chahid El-Hafed, onde foi recebido pelo representante da Frente Polisario junto das Nações Unidas, Boukhari Ahmed.

Foi a primeira visita de Ross aos acampamentos desde que em Abril passado Ban Ki-moon apresentou o seu relatório sobre o Sahara ao Conselho de Segurança.

Fonte: La Vanguardia / EFE


Sem comentários:

Publicar um comentário