terça-feira, 4 de julho de 2017

Duas ativistas espanholas dos DDHH expulsas do Sahara Occidental




Fonte: El Diario / EFE - Duas ativistas espanholas pro saharauis foram expulsas ontem à noite do território do Sahara Ocidental sem que a polícia marroquina lhes tivesse  permitido sair do avião em que haviam chegado a El Aaiún procedentes de Las Palmas.

Segundo denunciou hoje a Associação Saharaui de Vítimas de Violações dos Direitos Humanos (ASVVDH), as duas ativistas, identificadas como Laura Moreno Torregrosa e Andrea Sáez de Eguílez, foram obrigadas a abandonar o território no mesmo avião, cujo destino seguinte era a cidade de Casablanca.

Nenhuma fonte marroquina confirmou a notícia, embora geralmente nunca o façam, apesar de serem habituais os casos de expulsão de ativistas estrangeiros próximos do independentismo.

A ASVVDH refere em comunicado que as duas espanholas tinham em agenda uma série de entrevistas de carácter com vários interlocutores “políticos, mediáticos e de direitos humanos” para estudar a situação dos direitos humanos na zona.

Foram expulsas “pela força sem que lhes dessem quaisquer justificação”, acrescentou aquela fonte.


Na semana passada, dois jornalistas norte-americanos também foram expulsos de El Aaiún, segundo revelaram meios marroquinos e saharauis, sem que também as autoridades quisessem comentar o facto.

Sem comentários:

Publicar um comentário