domingo, 28 de janeiro de 2018

O povo saharaui chora a morte do Pai da Intifida Saharaui



 Mohamed Uld Aali Uld Lyazid (1918-2018), o pai da Intifada saharaui


El Aaiún (capital ocupada do Sahara Ocidental), 26 de janeiro de 2018 (SPS)-  Com toda a dor e pesar o povo saharaui recebeu a triste notícia da morte do destacado ativista saharaui de direitos humanos, Mohamed Uld Aali Uld Lyazid.
O destacado defensor saharaui dos direitos humanos faleceu esta quinta-feira aos 100 anos na cidade de El Aaiún ocupada.

Deida Uld Lyazid foi, sem dúvida, uma das figuras representativas do ativismo saharaui nas Zonas Ocupadas. Morreu defendendo a liberdade do seu povo e o direito da sua gente. Deu a sua vida pela defesa e o respeito pelos direitos humanos dos saharauis.

Ante a perda irreparável deste lendário ícono da defesa dos direitos humanos muitas organizações, nacionais e internacionais, expressaram o seu apoio e solidariedade à família do defunto e através dela a todo o povo saharaui.

Comunicado do Ministério das Zonas Ocupadas

Chahid El Hafed (Acampamentos de Refugiados Saharauis), 26 de janeiro de 2018 –O Ministério dos Assuntos das Zonas Ocupadas  e das Comunidades expressou as suas condolências ao povo saharaui pela morte do lutador Mohamed Uld Aali  Uld Lyazid ocorrida esta quinta-feira, 25 de janeiro de 2018, na capital ocupada do Sahara Ocidental.

“Com grande tristeza e dor o Ministério de Assuntos das Zonas Ocupadas e Comunidades tomou conhecimento da notícia da morte do combatente e ícone da defesa dos direitos humanos, Mohamed Uld Aali Uld Lyazid, nascido em 1918 em Galb Azuazil, que desde muito jovem combateu contra os colonizadores espanhóis e desde os inícios da revolução sacrificou toda uma vida à pátria. Perseguido sempre. Não escapou à opressão e à tortura da ocupação marroquina. O falecido ativista é pai de sete filhos, dois homens e 5 mulheres, assinala o Ministério em comunicado dado a conhecer esta quinta-feira.
O Ministério de Assuntos das Zonas Ocupados e das Comunidades expressa as suas mais profundas condolências ao povo saharaui à família do falecido e a todos os seus companheiros.

Sem comentários:

Publicar um comentário