domingo, 30 de janeiro de 2011

Embaixador norte-americano John Bolton denuncia falta de progressos no Referendo do Sahara Ocidental


O ex-embaixador de EUA nas Nações Unidas, o republicano John Bolton, criticou ontem, sexta-feira, a falta de progressos no referendo do Sahara Ocidental, segundo informou a representação saharaui nos Estados Unidos.

Robert John Bolton, nascido em 20 de Novembro, 1948, advogado e diplomata americano que serviu várias administrações presidenciais, foi embaixador dos Estados Unidos nas Nações Unidas de Agosto de 2005 a Dezembro de 2006. Actualmente é membro do American Enterprise Institute (AEI), comentarista da Fox News Channel e conselheiro do escritório de advocacia Kirkland & Ellis, em Washington DC.

O diplomata falava num fórum organizado no Congresso dos EUA pela Fundação Fórum de Defesa para discutir as questões de segurança nacional que afectam os Estados Unidos.

"Perturba-me que não tenhamos conseguido levar a cabo um referendo no Sahara Ocidental depois de tantos anos de esforços para que, de uma maneira verdadeiramente democrática, o povo do Sahara Ocidental, possa expressar os seus pontos de vista sobre o que querem para o futuro do seu território", afirmou Bolton.

"É uma enorme tragédia e espero que não seja uma oportunidade perdida na região para demonstrar a legitimidade do que as instituições democráticas podem fazer", acrescentou.

John Bolton trabalhou com o ex-enviado Pessoal do SG da ONU para o Sahara Ocidental, James Baker, assim como embaixador dos EUA no Conselho de Segurança da ONU.
SPS)

Sem comentários:

Publicar um comentário