domingo, 13 de fevereiro de 2011

Marrocos: alto cargo da coligação governamental detido e acusado de burla


Em entrevista recente ao órgão pró-governamental Maroc Hebdo International, Mohamed Soukrat, presidente da chamada "União Internacional para a Defesa da Autonomia do Sahara" afirmava que a sua acção era motivada pelo patriotismo. Parece ter sido bem mais do que isso...

O presidente da chamada "União Internacional para a Defesa da Autonomia do Sahara" e ex-membro do Comité Central do Movimento Popular — partido da coligação governamental — Mohamed Soukrat, foi detido na cidade de Salé, próxima de Rabat, na sequência de denúncias de cidadãos burlados por este personagem.

A notícia do burlão e falsificador Mohamed Soukrat foi confirmada e publicada pelo jornal marroquino "Assabah" na edição de Sábado, 12 de Fevereiro de 2011.

Mohamed Soukrat é um dos personagens que o regime marroquino utiliza nas altas esferas internacionais para apoiar a autonomia, e foi, diante das câmaras de televisão ou dos microfones da imprensa, um dos fervorosos defensores da intervenção policial e militar no dia 8 de Novembro e dias subsequentes, na sequência do desmantelamento do acampamento da Dignidade de Gdeim Izik em El Aaiún, acusando os saharauis de serem terroristas.

Sem comentários:

Publicar um comentário