sábado, 2 de abril de 2011

Portugueses inauguram escola num campo de refugiados saharauis


O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) inaugurou esta quinta-feira uma nova escola no campo de refugiados saharauis em Dajla, no deserto da Argélia. Instituição de ensino está preparada para acolher 630 alunos, avança a Lusa.

Uma delegação portuguesa deslocou-se ao país africano para a inauguração da escola, completamente restaurada por iniciativa do CPPC, graças à «ajuda solidária, material e financeira, de vários municípios e organizações portuguesas», referiu à Lusa Vítor Silva, vice-presidente da direcção do CPPC.

A escola agora criada «está preparada para acolher diariamente, em dois turnos, 630 alunos entre os 10 e os 15 anos. Terá cerca de 20 salas de aulas», precisa Vítor Silva.

O espaço, reconstruído após uma rara enxurrada ter destruído há quatro anos o antigo edifício «feito de tijolos de areia», também vai acolher crianças de outro campo de refugiados.

Em Dajla existem diversos acampamentos de refugiados saharauis que acolhem cerca de 165 mil pessoas numa região hostil e quase sem recursos.

Sem comentários:

Publicar um comentário