sexta-feira, 3 de agosto de 2012

EUA temem que os marroquinos regressados do Afeganistão, Iraque e Líbia realizem ataques terroristas contra ocidentais



O Departamento de Estado dos Estados Unidos expressou esta segunda-feira o seu temor de que os marroquinos regressados Afeganistão, Iraque e Líbia realizem ataques terroristas em Marrocos e nos países ocidentais, como os atentados de Madrid em 2004.

No seu comunicado, o Departamento de Estado refere que o próprio governo marroquino confirmou a possibilidade de que marroquinos retornados de Afeganistão, Iraque e Líbia venham a realizar ataques terroristas no seu país de origem, expressando o DE dos EUA a sua preocupação também pelos marroquinos que assumam o extremismo nos países da Europa Ocidental como os que participaram nos ataques contra combóios em Madrid de 2004.

O comunicado do Departamento de Estado norte-americano refere, ainda, que a Al Qaeda no Magreb Islâmico aproveita a tensa situação na região do Sahel com o objetivo de incrementar o número dos seus aliados e fortalecer os seus recursos e as suas operações.

Neste sentido, ressalta que a Al Qaeda conseguiu de maneira significativa recursos financeiros durante o ano de 2011, graças ao pagamento de resgate de reféns por parte de alguns governos europeus. (SPS)

Sem comentários:

Publicar um comentário