sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Internacional Socialista reafirma o direito do povo saharaui à autodeterminação



O Comité África da Internacional Socialista, reunido nos dias 30 e 31 de julho na Cidade da Praia, Cabo Verde, reafirmou o apoio da Internacional Socialista ao direito do povo saharaui à autodeterminação.

O comité instou Marrocos e a Frente Polisario a prosseguir as negociações diretamente sob os auspícios da ONU e reiterou o seu apoio aos esforços do Secretário-Geral da ONU e do seu Enviado Pessoal para conseguir "uma solução pacífica e definitiva para o conflito do Sahara Ocidental".

O Comité também expressou a sua preocupação pela situação dos direitos humanos. Neste âmbito, informou o envio de uma delegação da Internacional Socialista ao Sahara Ocidental num futuro próximo.

O ministro para Europa da RASD, Mohamed Sidati, informou os presentes da situação atual no Sahara Ocidental e recordou que se trata de um conflito resultante de um processo de descolonização inacabado que deve ser resolvido através "do exercício pelo povo saharaui do seu direito inalienável à autodeterminação e à independência conforme as resoluções e Cartas da União Africana e da ONU".

Mohamed Sidati ressaltou a ameaça que representa para os esforços de paz, a decisão unilateral de Marrocos de retirar a confiança ao enviado pessoal do SG da ONU para o Sahara Ocidental, Christopher Ross.

Esse tipo de atitude "que vai contra a vontade da comunidade internacional, está a obstaculizar o processo de paz no Sahara Ocidental", concluiu.
(SPS)

Sem comentários:

Publicar um comentário