sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Forças policiais marroquinas intervêm na cidade de El Aaiun contra uma reunião de trabalhadores saharauis

Sidahmed Eddia, presidente da Confederação
Sindical saharaui


O aparelho repressor militar marroquino interveio hoje na cidade de El Aaiun contra a Confederação Sindical de Trabalhadores Saharauis e o Comité de Coordenação de Gdeim Izik quando as estruturas dirigentes das duas organizações tentavam realizar uma reunião de trabalho.
Agentes marroquinos da gendarmaria, polícia e unidades de intervenção da administração de ocupação de El Aaiun impediram hoje, sexta-feira, a realização de uma reunião que ia congregar trabalhadores saharauis e o comité de Gdeim Izik na casa de Sidahmed Eddia, presidente da Confederação Sindical saharaui.
As unidades da polícia, ajudadas por outras da gendarmaria e das forças auxiliares, arremeteram contra um numeroso grupo de pessoas que se dirigia para a casa do sindicalista onde ia ter lugar a reunião de trabalho sobre a situação dos desamparados e famílias dos presos políticos saharauis detidos em cárceres marroquinos. A brutal intervenção causou vários feridos, entre eles o próprio presidente da confederação, Sidahmed Eddia, que recebeu várias bastonadas que imobilizaram o seu ombro. Também resultaram feridas outras 13 pessoas, na sua maioria mulheres e trabalhadores desempregados com vários ferimentos.

Fonte: Rede de Informação Maizirat

Sem comentários:

Publicar um comentário