quarta-feira, 8 de maio de 2013

Confederação norueguesa do Trabalho pede ao governo papel "ativo" na defesa da autodeterminação do povo saharaui



 A Confederação Nacional do Trabalho da Noruega (LO) exortou esta terça-feira o governo do seu país a desempenhar um papel "ativo" no conflito do Sahara Ocidental a favor de uma solução que permita ao povo saharaui exercer o seu direito à autodeterminação e à independência.

A posição foi expressa numa resolução adotada pelo 33.º Congresso internacional da organização que decorreu de 3 a 7 de maio 2013.

A resolução sublinha que a Noruega não ​​reconhece a soberania marroquina sobre o Sahara Ocidental. " Marrocos ocupa e pilha os recursos naturais do Sahara Ocidental. A exportação de fosfatos oriundos do território é a principal fonte de financiamento da ocupação", afirma.

A Confederação Nacional do Trabalho da Noruega (LO) é a maior e mais influente organização sindical na Noruega.

(SPS)

Sem comentários:

Publicar um comentário