terça-feira, 7 de maio de 2013

Líder saharaui dos territórios ocupados denuncia a cumplicidade do Governo de Rajoy na violação dos DDHH no Sahara Ocidental


Sultana Jaya, agredida pelas forças marroquinas, viu 
a casa destruída "à pedrada" pelas «forças da ordem»...

Brahim Dahán, presidente da Associação de Vítimas de violações dos direitos humanos cometidas pelo Estado marroquino (ASVDH) denunciou a cumplicidade do Governo Rajoy com a monarquia marroquina nas violações de direitos humanos no Sahara Ocidental ocupado.

Brahim Dahan fez estas declarações na cidad ocupada de Bojador, onde visitou a defensora de dos direitos humanos, Sultana Jaya, que voltou a ser agredida pelas forças de ocupação que, além do mais, destruíram o seu domicílio, como se pode comprovar nos VíDEOS:


Dahan afirmou ainda que “Rajoy e o seu governo é o que querem: que fiquemos sob a tortura, a humilhação do ocupante”. Acrescentou que “o governo espanhol está participando nestes acontecimentos trabalhando por Marrocos, e ajudando-o a violar os nossos direitos”.

De recordar que o governo de Rajoy opôs-se a um projeto de resolução apresentado peloEUA ao “Grupo de amigos do Sahara Ocidental” que previa a atribuição à MINURSO de um mecanismo de supervisão dos direitos humanos no Sahara Ocidental, seguindo as recomendações formuladas pelo Secretário-Geral das Nações Unidas cujos esforços na solução do conflito o governo de Rajoy diz apoiar.

Fonte: WSHRW

Sem comentários:

Publicar um comentário