domingo, 2 de junho de 2013

Partido da Esquerda Socialista da Noruega reitera o seu apoio à luta do povo saharaui pela liberdade e a independência


Kristin Halvorsen, líder do Sosialistisk Venstreparti e
ministra da Educação do Governo norueguês


A responsável das Relações Exteriores do Partido da Esquerda Socialista da Noruega  (Sosialistisk Venstreparti) reafirmou o apoio da sua organização à luta do povo saharaui pela liberdade e a independência, exigindo a Marrocos que cumpra com os seus compromissos no processo de paz patrocinado pelas Nações Unidas desde 1991 para permitir a organização de um referendo de autodeterminação e aceitar os respetivos resultados. A tomada de posição do partido norueguês teve lugar durante uma reunião com o representante da Frente Polisario na Noruega.

A responsável das Relações Exteriores do Partido da Esquerda Socialista da Noruega afirmou que o seu partido continuará a trabalhar com o objetivo de que o Estado saharaui seja reconhecido pela Noruega.

O Comité Central do Partido da Esquerda Socialista da Noruega ratificou em abril de 2007 uma moção de condenação à ocupação marroquina do Sahara Ocidental e pediu ao governo norueguês o reconhecimento da República Árabe Saharaui Democrática.

O Partido da Esquerda Socialista da Noruega governa atualmente o país em aliança com o Partido Trabalhista e o Partido do Centro. A sua atual líder, Kristin Halvorsen, ocupa o cargo de ministra das Finanças. No Parlamento, dos 169 deputados, 11 pertencem ao Partido da Esquerda Socialista da Noruega.

SPS

Sem comentários:

Publicar um comentário