quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Argélia e França: por uma resolução "justa e duradoura" que permita a autodeterminação dos Saharauis

Jean-Marc Ayrault, primeiro-ministro francês, juntamente
com o seu homólogo argelino, Abdelmalek Sella

A Argélia e a França saudaram a "constancia"  no "empenhamento" das Nações Unidas e da comunidade internacional na resolução "justa e duradoura" que permita a autodeterminação do povo do Sahara Ocidental.

Num comunicado conjunto divulgado terça-feira no termo da visita oficial efetuada pelo primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, à Argélia, os dois países "felicitam-se pela  constância do empenhamento da ONU e da comunidade internacional na resolução justa e duradoura" da questão do Sahara Ocidental.

A resolução deve ser "baseada numa solução política mutuamente aceitável que permita a autodeterminação do povo do Sahara Ocidental, conforme aos princípios e aos objetivos da Carta das Nações Unidas, assim como às resoluções da Assembleia Geral e do Conselho de Segurança" da ONU, sublinham as duas partes.

A Argélia e a França - sublinha o comunicado conjunto - " dão todo o seu apoio aos esforços desenvolvidos pelo enviado pessoal do secretário-geral da ONU para o Sahara Ocidental, Christopher Ross. 

(SPS)

Sem comentários:

Publicar um comentário