quinta-feira, 6 de junho de 2019

Repórteres Sem Fronteiras apresenta o relatório ‘Sahara Ocidental, um deserto para o jornalismo’





A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) apresenta na próxima terça-feira, 11 de junho de 2019, na Asociación de la Prensa de Madrid (APM), o primeiro relatório mundial sobre a situação da liberdade de imprensa no Sahara Ocidental, um dos lugares mais áridos do mundo para a informação e o jornalismo.

Intitulado ‘Sáhara Occidental, un desierto para el periodismo’, o documento de investigação foi elaborado por iniciativa da Secção Espanhola de Repórteres Sem Fronteiras. O acto de apresentação contará com a presença da presidente da Associação de Imprensa de Madrid, Victoria Prego, do presidente de RSF Espanha, Alfonso Armada, do presidente da FAPE (Federación de Asociaciones de Periodistas de España), Nemesio Rodríguez, da autora do relatório e correspondente de RSF em Espanha, Edith R. Cachera, e do jornalista saharaui e fundador do coletivo ‘Equipe Média’, Ahmed Ettanji.

Através de numerosas entrevistas e testemunhos, o relatório "Sahara Ocidental, um deserto para o jornalismo" faz uma revisão exaustiva da história do abandono e do silêncio nos meios de comunicação internacionais, e especialmente nos espanhóis; revela os nomes e as circunstâncias dos jornalistas saharauis condenados a longas penas de prisão e denuncia a mordaça imposta aos informadores locais e estrangeiros, expulsos quase sistematicamente do território.

O relatório de Repórteres Sem Fronteiras dá conta também do novo jornalismo saharauí que, apesar da censura, da repressão e da prisão, consegue quebrar o silêncio para se tornar uma fonte de informação para os media e organizações internacionais.

O documento completo será publicado no dia 11 de junho no sítio web de RSF pelas 12 horas (pm), 11 horas em Portugal.


Sem comentários:

Publicar um comentário