sexta-feira, 31 de maio de 2019

Marrocos expulsa arbitrariamente o presidente da Liga para a Proteção dos Presos Saharauis em Cárceres Marroquinos



El Aaiún (capital ocupada do Sahara Ocidental) , 30 de maio de 2019 (SPS)-. A Liga para a Proteção dos Presos Saharauis em Cárceres Marroquinos (LPPS), condenou esta quinta-feira a expulsão arbitrária do seu presidente, o ex-preso político saharaui e miembro do Grupo de Gdeim Izik, Abderrahman Zayou.
Os membros da LPPS em comunicado divulgado expressam o seu apoio e solidariedade ao diretor desta entidade saharaui de direitos humanos. Eis o texto da declaração:

As autoridades de ocupação marroquinas expulsaram arbitrariamente o presidente da Liga para Proteger os Presos Saharauis nas prisões marroquinas (LPPS) no dia 29 de maio de 2019, o ex-preso político saharaui e membro do Grupo Gdeim Izik, ABDERRAHMAN ZAYOU, do seu posto de trabalho na Delegação de Habitação em El Aaiún para a cidade de Kalaat Sraghna no centro de Marrocos.
Essa medida arbitrária surge dias depois de as autoridades de ocupação marroquinas proibirem a organização da "Plataforma do Ramadão" pela Liga para Proteger os Presos Saharauis na sede da ASVDH. A medida também vem após a expulsão arbitrária do vice-presidente da mesma organização Hasanna Douihi para a cidade de Bojador ocupada. Estes factos revelam a intenção de vingança por parte das autoridades de ocupação marroquinas contra os activistas saharauis que defendem o direito à autodeterminação do povo saharaui.

A Liga para a Proteção dos Presos Saharauis nas Prisões Marroquinas denuncia a política sistemática de expulsão arbitrária e deslocação levada a cabo pela ocupação marroquina contra ativistas saharauis, e expressa a sua solidariedade incondicional com as vítimas dessa política de que ABDERRAHMAN ZAYOU foi agora vítima. Com base no exposto, declaramos publicamente:

– A denuncia de expulsão e deslocamento forçado do presidente da Liga.

– A nossa solidariedade incondicional com o presidente da Liga ABDERRAHMAN ZAYOU e com todas as vítimas da política de expulsão e deslocamento forçado.

– Reivindicar a intervenção urgente das organizações internacionais para que exerçam pressão sobre o Estado Marroquino a renunciar às medidas ilegais de expulsão e deslocamento forçado.

– A nossa adesão a todos os meios jurídicos para lutar contra os procedimentos ilegais da ocupação marroquina.

A Liga para a Proteção dos Presos Saharauis nos Cárceres Marroquinos.
Quinta-feira 30 de maio de 2019.
El Aaiún / Sahara Ocidental.

Sem comentários:

Publicar um comentário