quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Gdeim Izik foi uma expressão pacífica e civilizada contra a ocupação ilegal do Sahara Ocidental” afirma o ministro saharaui dos Territórios Ocupados e da Diáspora


Mohammed El Uali Akeik





Chahid El Hafed, 13/12/2016 (SPS) – O ministro dos Territórios Ocupados e da Diáspora e membro do Secretariado Nacional da Frente Polisario, Mohammed Luali Akeik afirmou, hoje terça-feira que o Acampamento de Gdeim Izik foi uma expressão pacífica e civilizada contra a ocupação ilegal do Sahara Ocidental.

Mohammed El Uali Akeik , em entrevista ao jornal ‘Sahara Libre’, destacou que o Acampamento de Gdeim Izik foi uma nova forma da luta pacífica protagonizada pelas massas populares saharauis nas zonas ocupadas do Sahara Ocidental, contra a ocupação marroquina.

O ministro saharaui salientou que a ‘Jaima’ (tenda tradicional) saharaui (que as autoridades marroquinas proibiram nos territórios sob ocupação) além de representar a dimensão cultural, é também símbolo da luta do povo saharaui pelo seu direito à autodeterminação e à independência.

Mohammed Luali Akeik pediu, como motivo do esperado e ilegal julgamento contra os presos políticos saharauis de Gdeim Izik, a todas as organizações internacionais de direitos humanos, juristas e movimentos de solidariedade em todo mundo a que assistam ao referido julgamento previsto para o 26 do corrente mês.

O ministro destacou que este julgamento é meramente uma obra de teatro onde se fabricam falsas acusações para culpar injustamente os saharauis que protestam contra a ocupação.

No mesmo contexto, o ministro saharaui referiu “que a deportação dos presos políticos saharauis para fora do território saharaui é uma manobra marroquina para os isolar de qualquer tipo de comunicação acrescentando que a data do julgamento para o fim do ano foi escolhida para evitar que a ele assistam advogados e observadores internacionais e membros do movimento de solidariedade com os presos saharauis.

O ministro saharaui, referiu que o Executivo Permanente do Secretariado Nacional da Frente Polisario nomeou um comité presidido pelo membro do Secretariado Nacional, Mohamed Khaddad para a sensibilização sobre a situação dos presos políticos saharauis de Gdeim Izik, a nível nacional e internacional por forma a que se faça luz sobre o terror e ao maus-tratos a que estão submetidos nas prisões marroquinas. SPS


Sem comentários:

Publicar um comentário