segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

M’Hamed Khaddad: ”Vamos denunciar todos aqueles que roubem os recursos naturais do povo saharaui (empresas ou governos)




Em entrevista ao canal da TV da República Saharaui na sua edição em espanhol do passado sábado, 7 de janeiro, o diplomata saharaui e coordenador responsável junto da missão da ONU no Sahara Ocidental, MINURSO, M’Hamed Khaddad advertiu empresas e governos sobre a presença ilegal no território saharaui ocupado por Marrocos.

M’Hamed Khaddad disse: ”Vamos denunciar todos aqueles que roubem os recursos naturais do povo saharaui  (empresas ou governos)”

O diplomata saharaui revelou também na mesma entrevista que Marrocos não será admitido na próxima cimeira da União Africana, que apenas discutirá o seu pedido de adesão.
Khaddad enfatizou que Marrocos está obrigado a assinalar quais são as fronteiras reconhecidas pela ONU (que não incluem as zonas ocupadas do Sahara Ocidental) e que se verá obrigado a sentar-se em igualdade de condições com a República Saharaui Democrática.
“O pedido de Marrocos para aderir à União Africana demonstra o seu fracasso no continente devido à sua invasão do Sahara Ocidental”, disse; acrescentando que “o expansionismo marroquino é o principal obstáculo à construção da União do Magreb em benefício dos nossos povo”.
Outros interessantes pedaços da entrevista com o político saharaui foram as referências à relação entre Marrocos e o narcotráfico em que afirmou: “Há uma clara colaboração das autoridades marroquinas com os grupos do narcotráfico que operam no norte de África”.


Fonte: diário digital La Realidad Saharaui          

Sem comentários:

Publicar um comentário