segunda-feira, 6 de maio de 2013

Mais de 10 mil pessoas manifestaram-se contra a ocupação marroquina em El Aaiún. Saldo de um dia de históricos protestos



Balanço do dia histórico de protesto 4 de maio de 2013. Saldo da intervenção repressiva. 6 vídeos que ilustram aquilo que se passou nas ruas da cidade de El Aaiún.

A Rede Radio Maizirat publicou na tarde de domingo 5 de maio os resultados e o saldo da intervenção do exército marroquino e do aparelho repressivo marroquino contra as grandes manifestações de sábado 4 de maio na cidade ocupada de El Aaiun:


Mais de 10 mil manifestantes terão saído à rua em distintos pontos da cidade El Aaiun. As manifestações decorreram em mais de 30 lugares na cidade. Mas 4 grandiosas marchas pacíficas foram particularmente relevantes.

Longas colunas de veículos empunhando bandeiras saharauis percorreram a avenida Smara.

Dezenas de agressões a cidadãos saharauis após as manifestações.



As manifestações tiveram uma importante cobertura da imprensa internacional que se encontrava na cidade.

Maior participação da juventude desde as manifestações de segunda-feira, 29 de abril.



Quatro cidadãos saharauis atropelados por viaturas dos serviços da polícia marroquina, entre eles uma criança de 4 anos.

Devastação de 13 casas de cidadãos saharauis que participaram nos protestos, entre elas o domicílio da defensora saharaui de direitos humanos Aminetu Haidar.


Registou-se a intervenção do exército marroquino, da polícia, das forças auxiliares e da gendarmeria marroquina.

Mais de 12 veículos de particulares de cidadãos saharauis foram destruídos pela atuação do aparato repressor marroquino, entre eles o carro de Aminetu Haidar.



A administração de ocupação marroquina tentou implicar nestas agressões os colonos marroquinos para agredir e destruir bens saharauis.


As manifestações decorreram de forma totalmente pacífica, apesar dos serviços policiais, o exército e as forças auxiliares tentarem provocar confrontos violentos.

*Fonte: Rede Info Radio Maizirat, El Aaiun

Sem comentários:

Publicar um comentário