domingo, 7 de maio de 2017

Multidão participa no funeral do ativista saharaui Mohamed Fadel Gaudi nos campos de Gdeim Izik




Publicado por POEMARIO PORUNSAHARALIBRE - Foto. R. Maizirat. Fonte: ativista saharaui DDHH Hmad Hammad a partir de El Aaiun, capital dos territórios saharauis ocupados. 6 de maio de 2017

Na sexta-feira 5 de maio centenas de saharauis receberam no aeroporto de El Aaiun ocupado o féretro do defensor saharaui de direitos humanos Mohamed Fadel Gaudi, que faleceu na semana passada nas Astúrias, Espanha, despois de um longa luta contra a doença.



Depois da chegada do caixão do ativista ao aeroporto, as forças de ocupação marroquinas retiveram-no durante mais de uma hora captando várias fotos do mesmo. Finalmente foi possível retirar os restos mortais do ativista do aeroporto sob vigilância de um forte dispositivo das forças de ocupação.

Centenas de saharauis participaram na comitiva fúnebre, entre eles destacados defensores saharauis de direitos humanos, ex-presos políticos e ex-desaparecidos. A comitiva que acompanhava o féretro foi travada desde o início e não foi respeitada em nenhum momento pelos agentes da polícia marroquina.




A estrada entre o aeroporto e o local do enterro estava obstaculizada e por vezes cortada. A provocação dos ocupantes não parou, ao contrário, prosseguiu durante todo o trajeto entre o aeroporto e o cemitério de Gdeim Izik, onde foi enterrado Mohamed Fadel Gaudi, lugar símbolo da resistência pacífica saharaui contra a ocupação marroquina. Aí recebeu honras de despedida e o último adeus o veterano ativista falecido, uma das figuras mais destacadas do ativismo e de defesa dos direitos humanos no Sahara Ocidental, ante a observação das forças de ocupação que rodeavam toda a zona de Gdeim Izik. O funeral de despedida mobilizou toda a população da cidade, o que pôs em estado de histeria a administração de ocupação.

Sem comentários:

Publicar um comentário