terça-feira, 22 de novembro de 2016

Cimeira Afro-Árabe marcada pela divisão sobre a questão do Sahara



Arábia Saudita, Marrocos, Emirados Árabes Unidos, Qatar, Bahrein, Iémen e Jordânia abandonaram a Cimeira Afro-Árabe devido à presença da RASD (República Árabe Saharaui) mas os trabalhos prosseguem.

Todos os estados do Golfo Pérsico além de Marrocos decidiram abandonar a IV cimeira África-Mundo Árabe devido à participação da Républica Árabe Saharaui (RASD), segundo anunciaram fontes diplomáticas em Malabo, capital da Guiné Equatorial onde o encontro tem lugar.



A cimeira foi preparada anteriormente por uma série de reuniões ''preparatórias'' desde o dia 17 de novembro, reuniões que foram dirigidas pelo Ministro de Negócios Estrangeiros da Guiné Equatorial, Agapito Mba Mokuy.

Uma delegação saharaui participou na IV Cimeira África-Países Árabes, como estado membro e fundador da União Africana.

A cimeira, que termina amanhã sob a coordenação 'União Africana - Liga Árabe', tem previsto analisar o desenvolvimento político no continente africano, financeiro e agrícola, assim como a questão do terrorismo, segurança alimentar e o fundo de intervenção contra calamidades e imigração.

Fonte: El Confidencial Saharaui


Sem comentários:

Publicar um comentário