terça-feira, 18 de outubro de 2016

FiSahara: documentário “Leyuad” ganha prémio “Camela Branca” para o melhor filme do festival




Dakhla (acampamentos de refugiados saharauis), 16/10/16 (SPS)- O documentário “Leyuad. Viaje al pozo de los versos” ganhou o prémio para o melhor filma da 13ª edição do Festival Internacional de Cinena do Sahara Ocidental (FiSahara), que terminou este sábado com a presença do primeiro-ministro saharaui, Abdelkader Taleb Omar.

A longa-metragem documental - dirigido por Gonzalo Moure, Brahim Chagaf e Inés G. Aparicio, com guião de Gonzalo Moure, Limam Boisha e música de Gabo Flores e Fernando Blanco -, aborda a cultura saharaui e a recuperação da memória coletiva. É “uma viagem à essência e à filosofia dp povo saharaui”, sublinham os realizadores.



O segundo lugar foi para o filme “Sonita” da cineasta iraniana Boukechari, que asseguroi que pretende transmitir a mensagem nobre e legítima do povo saharaui à sociedade iraniana e fazer dela eco no mundo.

O terceito lugar foi para a película “El-Ghorba”, dirigida pela escola de cinema saharaui. O filme conta a realidade do povo saharaui nos acampamentos a nível político, social e humanitário; o cuarto lugar foi atrbuído à película “Jarej il itár” (Fora de órbita), da cineasta palestiniana Riham Ghazali, que revela a realidade das mulheres na Faixa de Gaza.

Sem comentários:

Publicar um comentário