quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Abertura dos trabalhos da Conferência Anual de Relações Exteriores


O SG da F. Polisario e Presidente da RASD, ladeado pelo Ministo saharaui dos NE  e pelo responsável da Comissão de Assuntos Exteriores no Secretariado Nacional
SPS - Acampamentos de Refugiados Saharauis - Foi inaugurada ontem a tradicional Conferência Anual de Relações Exteriores, evento que todos os anos a Frente Polisario realiza. A abertura da conferência contou com a presença do presidente da República e secretário-geral da Frente Polisario, Brahim Ghali, membros do Secretariado Nacional, o Governo saharaui e o Conselho Nacional, além do corpo diplomático e quadros da Frente Polisario e do Estado saharaui.
O encontro anual do Ministério de Negócios Estrangeiros tem como objetivo fazer um balanço do trabalho diplomático durante o ano de 2016 para avaliar os programas realizados e êxitos conseguidos e traçar uma estratégia para o ano de 2017, com o propósito de intensificar os esforços para fazer chegar a justa causa do povo saharaui a todos os fóruns internacionais, além de ampliar a plataforma da solidariedade com o povo saharaui, conforme com as resoluções do XIV Congresso da Frente Polisario.
O responsável da Comissão de Assuntos Exteriores no Secretariado Nacional, M’hamed Khadad, afirmou que o seminário se celebra com o propósito de informar os participantes das conquistas obtidas a nível exterior e como reforçar a diplomacia saharaui frente aos desafios colocados e em especial nestes momentos atuais em que se intensifica a Intifada da independência, as questões de segurança e as formas de as enfrentar, além de adotar uma decisão acertada frente à recente escalada militar marroquina na zona de El-Gargarat .
M’hamed Khadad acrescentou que a conferência se realiza em circunstâncias especiais caracterizadas por grandes avanços da causa nacional saharaui e uma sólida posição dos aliados do povo saharaui e a recente vitória da Frente Polisario no Tribunal de Justiça da União Europeia, cuja sentença negou a existência de soberania marroquina sobre o Sahara Ocidental e pediu que fosse excluído o território saharaui de todos os acordos entre Marrocos e os Estados europeus.

A Conferência Anual de Relações Exteriores prossegue os seus trabalhos até ao dia 30 de dezembro e ao longo destes dias terão lugar conferências sobre a ação exterior, questões de segurança e a forma de fazer frente ao terrorismo e ao crime organizado, assim como se aprovarão conclusões onde serão definidas as estratégias e perspetivas de trabalho diplomático para o ano de 2017.

Sem comentários:

Publicar um comentário