segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Extração de fosfatos no Sahara Ocidental: a espoliação continua



A extração de fosfatos das minas de Bou Craa, no Sahara Ocidental ocupado, e a sua venda ilegal a empresas estrangeiras, prossegue de forma crescente.
O Western Sahara Resource Watch (WSRW) realiza uma constante monitorização das exportações de rocha fosfórica do Sahara Ocidental. O relatório anexo revela detalhes de exportações e de embarques realizados entre junho e agosto de 2012.

O Western Sahara Resource Watch (WSRW) prossegue o seu trabalho de vigilância às exportações de rocha fosfórica dos Territórios Ocupados do Sahara Ocidental. Eis um resumo das exportações e dos barcos que participam neste comércio ilegal durante o período de 1 de junho a 31 de agosto de 2012 (o Período de Observação).

Durante o período de observação, um total de 20 navios de granel atracaram na doca de carregamento de fosfatos em El Aaiun a uma média de um navio cada 4 dias e meio, com uma capacidade de carga de 40.000 toneladas. Foi investigado o tempo de carga e destino de cada navio. A tabela abaixo, com detalhes dos navios e seus destinos, é parte do relatório.

Durante o período de observação, os 20 navios carregaram um total de 814 mil toneladas de fosfato saharaui (incluindo as previsões de início de setembro). Se se arredondar esse valor para 800 mil toneladas durante o período de três meses de observação, conclui-se que a exportação média anual de rocha fosfática é de 3,2 milhões de toneladas. No entanto, o período de cinco meses entre 1 de janeiro e 31 de maio registou um menor número de atracações de barcos graneleiros a El Aaiun. Portanto, estima-se que o total das exportações de fosfatos em 2012 a partir dos territórios ocupados do Sahara Ocidental se situa provavelmente entre os 2,5 a 2,8 milhões de toneladas.



Durante o período de observação, o preço de mercado de rocha fosfática da qualidade da extraída em Bou Craa situa-se, em média, nos US $ 175 (€ 137) por tonelada. Portanto, o valor de mercado total de fosfato de rocha exportado do Sahara Ocidental durante o período de observação foi superior a 111 milhões de euros. Daí se conclui que o valor de mercado previsto das exportações de fosfatos do Sahara Ocidental ocupado para 2012 será de pelo menos 312 milhões de euros.

Durante el Período de Observación, el precio de mercado de la roca fosfórica de la calidad producida en Bou Craa está en el promedio de 175$ (137€) por tonelada. Por tanto, el valor total de mercado de la roca fosfórica exportada desde el Sahara Occidental durante el período de observación fue de más de 111 millones de Euros. De ello se desprende que el valor de mercado previsto de las exportaciones de fosfatos de Sáhara Occidental ocupado para 2012 será de por lo menos 312 millones de Euros.

Em cima, instalações em Bou Craa, a cinta transportadora
de fostatos, com mais de 100 km de comprimentos e
que transporta o minério até ao porto de El Aiúun
e um dos barcos graneleiros que participa do espólio.

O padrão das exportações de fosfatos do Sahara Ocidental ocupado durante o período de observação não é relevante. O comércio prossegue sem interrupção. Também é evidente que o fosfato exportados dos territórios ocupados do Sahara Ocidental é vendido a algumas poucas empresas: Lifosa AB da Lituânia, Impact Fertilisers da Austrália, Potash Corporation dos EUA e Innophos, do México.

A mineração de fosfato saharaui continua a enriquecer Marrocos, a potência ocupante no Sahara Ocidental. Apesar do seu valor, a exploração ilegal permanece despercebida ou ignorada pela Organização das Nações Unidas e pela comunidade internacional. Também há pouca preocupação quanto ao possível esgotamento a médio e longo prazo das reservas de rocha fosfática em Bou Craa. Este comércio ilegal que beneficia Marrocos está a esgotar o recurso a uma taxa de pelo menos 2% ao ano.
Llink para ter acesso à tabela de rastreamento:

Sem comentários:

Publicar um comentário