quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Polícia marroquina desaloja de forma brutal protesto pacífico de mulheres saharauis que durava há 72 dias na região de Wad Dra, sul de Marrocos



Ativistas de direitos humanos saharauis da cidade marroquina de Tantan informaram na terça-feira a Red Maizirat que forças policiais marroquinas haviam procedido à 06h da manhã, do dia 04 de setembro 2012, ao desmantelamento das jaimas (tendas) de protesto pacífico que várias mulheres saharauis levavam a cabo na região marroquina de Wad Dra, no sul de Marrocos, reivindicando os seus direitos políticos, sociais e jurídicos. Para desmontar as jaimas e desalojar as mulheres o aparato policial marroquino deslocou várias unidades da Gendarmeria Real marroquina, Força de intervenção e agentes dos serviços secretos.
As mulheres saharauis mantinham o seu protesto há 72 dias sem que tivessem tido resposta das autoridades marroquinas, e tinham desencadeado por diversas vezes greves de fome sem conseguirem ser recebidas pelas autoridades de Wad Dra. Esta terça-feira os serviços policiais arremeteram brutalmente contra as manifestantes destruindo as jaimas e conduzindo-as para a cidade de Tantan onde foram entregues às autoridades policiais desta localidade marroquina.
As mulheres denunciam que os seus telemóveis foram-lhes roubados pelos agentes de polícia assim como outros pertences pessoais.
A gravidade dos ferimentos de uma das mulheres, de nome Fatiha Bushab, obrigou a que desse entrada no hospital devido à deterioração do seu estado de saúde. 

Fonte: Red Maizirat de Informação

Sem comentários:

Publicar um comentário