domingo, 14 de abril de 2013

56 organizações e partidos escandinavos exortam o CS a ampliar o mandato da MINURSO à proteção dos direitos humanos no Sahara Ocidental



56 Organizações e partidos políticos, deputados nacionais e eurodeputados escandinavos dirigiram sexta-feira uma mensagem ao presidente do Conselho de Segurança, Eugène Richard Gasana , reclamando o alargamento do mandato da MINURSO no Sahara Ocidental à proteção dos Direitos Humanos.

A carta firmada pelos representantes das organizações e partidos da Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia, apela igualmente à libertação de todos os presos políticos saharauis, lembrando às Nações Unidas que a missão da MINURSO é, e continua a ser, a "organização de um referendo para a autodeterminação do povo saharaui, conforme as resoluções do Conselho de Segurança (CS) e a legitimidade internacional".

A carta constitui uma das principais formas de apoio à causa saharaui nos países escandinavos particularmente na Suécia, em que foi subscrita por sete partidos políticos representados no Parlamento, onze deputados do Parlamento nacional sueco, dez eurodeputados suecos no Parlamento Europeu, e 16 outras organizações.

A carta ao CS foi da iniciativa da organização dinamarquesa Africa Contact.

(SPS).

Sem comentários:

Publicar um comentário